Deputado Federal Luiz Antônio

Blog

19 ago 2019

Entrevista: Deputado Luiz Antônio Corrêa fala sobre crescimento de Valença e área do Exército

"Sempre pensei que Valença devia crescer em direção à Estrada da Passagem por questões de infraestrutura. A cidade deve se desenvolver sempre próxima ao seu centro, porque ali estão os serviços básicos." diz o deputado

1) Desde quando essa iniciativa teve início e quais etapas foram concluídas até o momento?

Sempre pensei que Valença devia crescer em direção à Estrada da Passagem por questões de infraestrutura. A cidade deve se desenvolver sempre próxima ao seu centro, porque ali estão os serviços básicos. É mais fácil para a Prefeitura agir e cuidar. Então, o primeiro passo foi encontrar um primeiro padrinho para esse projeto, que por intermédio do amigo Marcelo Reis foi o nosso vice-presidente General Mourão. Ele concordou com a ideia e marcou uma reunião com o General de Divisão Fernando José Sant’Ana Soares – da 1ª Região Militar, que foi super solícito e abraçou esse projeto. Agora o Exército cuidará da parte de topografia para que a iniciativa possa avançar e o terreno ser cedido para a Prefeitura.

 

2) O que vem pela frente e qual é, na visão do deputado, a maior dificuldade para tornar realidade essa pretensão do Município?

Felizmente tudo está caminhando bem e nossos militares, incluo aí o Cel. Moreira - Cmte. do Esquadrão Ten. Amaro - estão apoiando o projeto. Todos estamos caminhamos juntos. Além disso, esse é um sonho também do nosso prefeito Fernandinho e do vice Hélio Suzano. Outro apoiador forte que temos é o vereador Celsinho do Bar, que é um grande defensor do bairro da Passagem.

 

3) A área que seria cedida - 50 mil m2 - será localizada em que local da área militar? Já há mapa determinando o limite desta área e as localidades que a margeariam?

Sim, o Exército possui todos esses detalhes e por isso virá a Valença cuidar da parte da Topografia. A “grosso modo” podemos dizer que área se situa ao lado direito de quem vai para a Passagem e fazendo fronteira com os bairros de Fátima e Hildebrando Lopes.

 

4) De acordo com release enviado pelo Gabinete do Deputado Luiz Antônio, a ideia é de implantar na referida área a ser cedida, quatro iniciativas: um loteamento popular; um distrito industrial; um novo cemitério; e um Parque de Exposições. O espaço é suficiente para isso e não haveria nenhum conflito entre as atividades exercidas pelas quatro iniciativas?

A princípio são essas funções que queremos dar ao terreno, porque são coisas que faltam na cidade.

Os lotes serão doados pela Prefeitura para a população carente com água, calçamento, luz e rede de esgoto.

Também haverá a construção de um cemitério. Hoje as pessoas enterram os entes em outra cidade (Rio das Flores) ou muito distante como em Quirino e Esteves.

É claro que é preciso equilibrar essas atividades. As empresas que desejarem se instalarem, precisarão respeitar uma série de Leis para obter a licença, não pode ser qualquer companhia, devido a localização.

O uso do Parque de Exposições também não será diário, será algo equilibrado, para que sejam respeitados os moradores não só da localidade, mas do distrito sede, pois sabemos que os eventos movimentam a região.

 

5) No tocante ao conjunto domiciliar e ao distrito industrial, o deputado acredita que é possível criar toda a infraestrutura urbana necessária para garantir a moradores e empresa uma convivência harmônica e com acesso facilitado a necessidades básicas, como energia elétrica, esgotamento sanitário, abastecimento de água, ruas e calçadas em boas condições, etc.? Como o Deputado pretende auxiliar para que essas questões sejam observadas nos referidos projetos?

Como deputado federal, posso contribuir com emendas e solicitar apoio dos órgãos federais, além de cobrar a regularidade da iniciativa, mas conto com a Prefeitura para ser grande parceira desse projeto. Vejo o sistema “formiguinha” o ideal para esse projeto – a Prefeitura cuida da urbanização e infraestrutura das ruas e lotes e as pessoas com o apoio devido vão construindo suas casas.

Como disse acima, não poderá ser qualquer tipo de empresa para se instalar no local. A grande vantagem de termos um distrito industrial próximo de um bairro é que as companhias poderão empregar aqueles valencianos que ali morarão, assim as pessoas poderão trabalhar perto de casa, isso é um ganho na qualidade de vida incrível - ir a pé ou de bicicleta para o serviço e estar mais próximo dos filhos.

Reitero, fico feliz que o prefeito Fernandinho Graça mergulhou de cabeça comigo nesse projeto popular, que é muito importante para a cidade.

Como disse acima, não poderá ser qualquer empresa que poderá se instalar no local.

 

6) O Deputado já antevê recursos do Governo Federal para iniciar esses - ou um dos quatro - projetos previstos para a nova área?

 

Temos o Gal. Mourão e Gal. Soares como padrinhos desse projeto, mas a responsabilidade até o momento é do meu mandato com a Prefeitura, porém qualquer ajuda que vise a melhorar o projeto seria muito bem-vinda.

 

7) O Município de Resende cresceu econômica e socialmente graças a forte presença do Exército, com sua ampla escola de formação de cadetes. Valença sempre possuiu vasta área dedicada à atividade militar, mas a força aqui instalada vem diminuindo ao longo dos anos. Será que não seria válido buscar junto ao Governo Federal e o Ministério da Defesa - em paralelo a esse projeto já em andamento - a instalação de nova escola de formação aqui em Valença? O Deputado não acredita que esse tipo de iniciativa não seria benéfico para a cidade, como já demonstrou ser para Resende?

 

Temos um Esquadrão histórico que foi à Guerra, ajudou a derrotar o nazifascismo e que inclusive deveria ter mais reconhecimento histórico e de fato seria bom termos um maior apoio. É uma ideia que respeito e vou dentro das minhas possibilidades tentar ajudar.
Resende hoje é uma das cidades mais desenvolvidas do Sul Fluminense, mas também conta com uma localização privilegiada, pois está na rota da Dutra e isso facilita a chegada de investimentos.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Deputado Luiz Antônio Corrêa

Voltar

Leia também

  • Revisão do pacto federativo: vamos dividir o bolo de forma mais justa

    Deputado Federal Luiz Antônio Correa propõe um novo pacto federativo

    Leia mais
  • Entrevista: Deputado Luiz Antônio fala de sua história política

    Deputado Luiz Antônio concede entrevista ao Jornal da Região

    Leia mais

O federal do interior e da capital

Deputado Federal Luiz Antônio

Luiz Antônio Corrêa é deputado federal pelo Estado do Rio de Janeiro, eleito para a 56ª legislatura (2019-2023). Obteve votação em todos os municípios do Estado do Rio e em sua atividade como parlamentar privilegia o contato com as bases do interior do Estado e da Capital. Nascido em Botafogo, no Rio, Luiz Antônio foi criado e viveu quase toda sua vida no Sul Fluminense.

Começou a carreira política muito jovem, elegendo-se em 1972 prefeito da cidade de Valença-RJ. Além de prefeito de Valença por duas ocasiões, exerceu mandato de deputado estadual por duas legislaturas, em 1978-1982 e 1982-1986. Como administrador público, atuou também na Secretaria de Habitação do Estado do Rio de Janeiro, no Programa Especial de Saúde Familiar, ambos no Governo de Leonel Brizola. Foi subsecretário na Secretaria Municipal de Habitação do Rio de Janeiro.

Deputado Federal Luiz Antônio

"Minha experiência como administrador público me fez conhecer de perto os desafios que os municípios enfrentam e os problemas sofridos pela população no seu dia a dia. O objetivo do meu mandato como deputado federal é criar 'pontes' e não construir 'muros'. Devemos nos esforçar para que as políticas públicas e as soluções cheguem efetivamente àqueles que precisam."

Entre em contato